ELOGIO DA MADRASTA – MÁRIO VARGAS LLOSA

Sempre é assim: embora a fantasia e a verdade tenham um mesmo coração, seus rostos são como o dia e a noite, como o fogo e a água. (p.25)

Olá minha gente, como estamos? E as férias, têm sido proveitosas? Bom, aqui vai uma diquinha supimpada para quem está à toa nesses dias de julho: Elogio da madrasta do nosso amigo de fé, irmão e camarada Mario Vargas Llosa.

O livro trata-se de uma novela com apenas 160 páginas, bem curtinho tanto que terminei de lê-lo em dois tempos enquanto estava na sala de espera do hospital (aliás, esses planos de saúde são uma vergonha! Duas horas e meia de espera para apenas cinco minutos de consulta!), mas estou bem, vou sobreviver!

O enredo gira em torno de três personagens: dom Rigoberto, viúvo que casa-se com dona Lucrécia (a madrasta do título) e o pequeno Alfonso – Fonchito para os íntimos, um garoto que tem por volta de dez anos.

No começo, a dúvida se o menino iria aceitar a madrasta pareceu um grande empecilho para o relacionamento de dom Rigoberto e dona Lucrécia, mas o menino simplesmente mostrou-se apaixonado pela sua  “nova mãe”. Apaixonado até demais… E esse amor, ora inocente, ora indiscreto, vai trilhando caminhos que marcarão o destino de cada personagem.

O texto é intercalado com imagens clássicas, no qual dom Rigoberto cria suas estórias que apimentam e dão um toque especial ao seu relacionamento com sua nova esposa. Assim, o autor vai narrando a trama propriamente dita e os devaneios de suas personagens.

Neste livro, Vargas Llosa faz uma viagem bem-humorada pela literatura erótica (escrito ainda na década de 80, o romance pode ser classificado como novela erótica – ainda que light) onde conta com maestria o envolvimento dessas três personagens.

A forma de escrever do autor é acessível a todo tipo de público, apenas nos capítulos em que narra os causos imaginários das personagens há uma linguagem um pouco mais rebuscada, mas nada muito difícil de se ler e entender. O projeto gráfico da Alfaguara é aquele típico: capa padronizada e interior ok.

Qualquer dia separem um tempinho e apreciem essa narrativa surpreendente!

 

VARGAS LLOSA, Mario. Elogio da madrasta. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2009.

5 latas

2 pensamentos sobre “ELOGIO DA MADRASTA – MÁRIO VARGAS LLOSA

  1. Olá Amanda, acabei de compra este livro , por mais incrível que parece só li pedaços de texto dele. Este livro estava de “bobeira’ baratinho ai falei vou levar é curto, nunca li nada do Vargas, então vamos nessa, vou lê-lo em breve. Ótima resenha

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s