Malícia – Chris Wooding

Todo mundo já ouviu esse boato. Chame Jake Gigante e ele levará você para Malícia, um mundo que existe dentro de uma aterrorizante história em quadrinhos, de onde os garotos nunca saem.

malícia (1)Tem dias que a gente está meio cansado e apenas querendo uma leitura sem muitas pretensões, apenas para nos distrair. É nesse contexto que eu encarei o “pequeno” livro Malícia, do inglês Chris Wooding. O livro é um infanto-juvenil de míseras 430 páginas, divertido, envolvente e com gostinho de quero mais.

A história se passa na Inglaterra, onde existe um boato de uma revista em quadrinhos secreta e que guarda um grande mistério: após fazer um ritual e pronunciar as palavras “Jake Gigante, me leve embora” você é transportado para o incrível mundo de Malícia, onde coisas estranhas acontecem, monstros e perigos estão por toda parte e a volta para casa não é uma garantia. A curiosidade é grande entre os garotos, até que Luke, um adolescente que vive em uma cidadezinha do interior, faz o ritual e desaparece. Seus amigos, Seth e Kady, preocupados com o amigo, resolvem investigar e acabam descobrindo que os boatos sobre Malícia podem ser bem mais do que uma lenda…

A narrativa do livro é envolvente, leve, com cenas rápidas e ágeis. A escrita do autor é fácil, sem enrolação e  bem contemporânea: trechos do livro são escritos de forma diferenciada, com a linguagem de uma conversa no MSN, ou como a reprodução de uma página de jornal. O que mais se destaca (e é o motivo que faz tanta gente ir atrás desse livro) é a mistura de romance e HQ – várias passagens do texto estão em formato de quadrinhos, um diferencial que tem tudo a ver com a proposta do autor, afinal Malícia é  um mundo que existe dentro dos quadrinhos, nada mais justo que a história fosse retratada dessa forma.
livro
Eu gostei bastante do livro, são mais de 400 páginas que passam como se fossem 100. A fonte é grande, nº 14,  o papel é de boa qualidade e de gramatura alta (o que deixa o livro bem mais grosso). A parte gráfica está caprichada, o ritmo da narração é acelerado, cheio de ação e sem tempo para pausas ou recuos; as personagens são cativantes, a gente torce por elas, compartilha das emoções e das angústias. Ao final, o autor deixa um gancho enorme para a continuação, Caos. QUERO PRA ONTEM!

Mas…

Como nem tudo nessa vida é só alegria, preciso comentar que, apesar de a história ser divertida e bem desenvolvida, a revisão é péssima. A medida que você vai lendo o livro repara que em algumas frases faltam (ou sobram) palavras, certos trechos estão mal elaborados ou escritos de um jeito estranho – o leitor precisa reler tudo para entender o que foi dito. Não sei, mas tive a impressão que muitas coisas foram jogadas conforme a tradução, sem muita preocupação em montar uma frase coesa e coerente. Outro ponto que me chamou atenção foi que, na parte em HQ, um balão de fala foi “esquecido” em inglês. As letras eram miúdas, mas dá pra perceber (pode ser que a frase esteja em inglês de propósito, mas eu duvido). Na parte escrita com MSN, algumas frases eu lia e pensava “o que significa isso?”. Pode ser que eu esteja velha e não entenda mais dessas coisas, mas, a verdade é que nunca me importei com alguns erros de tradução/revisão, mas dessa vez me incomodou bastante. Vamos ficar mais atentos galera!

Por fim, tirando essa falha “técnica”, o livro é um ótimo entretenimento para jovens e adultos. Espero que lancem a continuação em breve!

 

WOODING, Chirs. Malícia. São Paulo: Geração Editorial, 2012.

5 latas

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s