A desconstrução de Mara Dyer – Michelle Hodkin

A-desconstrucao-de-mara-dyer

Olá minha gente! Pra vocês que estavam passando uma temporada em Marte e estão por fora dos acontecimentos editoriais, trago hoje o livro que está causando o maior bafafá na esfera literária: A desconstrução de Mara Dyer, de Michelle Hodkin.

O livro conta a história de Mara, uma adolescente que acorda em uma cama de hospital sem se lembrar de nada. Lá ela descobre que foi achada em um antigo sanatório com suas amigas Rachel e Claire e seu namorado, Jude. Eles sofreram um grave acidente, todo o local desmoronou e somente ela sobreviveu. Atormentada com esse episódio, ela e sua família mudam de cidade para tentar recomeçar, porém Mara começa a ser atormentada por alucinações e fatos estranhos começam a acontecer… Mara estaria louca ou realmente algo estranho estava acontecendo?

Durante a história acompanhamos o processo que a personagem tem de enfrentar para conseguir se lembrar do que aconteceu naquele dia no sanatório e o porquê de tantos pensamentos e sensações estranhas estarem se passando com ela. Na nova escola Mara faz um amigo, Jamie, um ponto de apoio e de realidade na vida da menina. Também nos é apresentado Noah, garoto popular que também esconde um grande segredo….

Ah…. Noah… aquele garoto que possui todas aquelas características que atiçam a nossa piriguetagem literária: bad boy/sedutor/inteligente/desleichado… o combo perfeito para a paixonite instantânea por personagens de livros!

Bom, voltemos as vacas magras: o livro é narrado em primeira pessoa pela própria Mara. Todos os eventos são descritos sob o ponto de vista dela. Toda a história é envolvente e em ritmo acelerado; há muitas falas diretas (quase toda a história é contada em formato de diálogos), o que torna a leitura rápida e bem envolvente. A linguagem é bem coloquial, sem frescuras nem enrolação. Os capítulos são curtos, o que agiliza a leitura. O romance existente não é enfadonho, ele chega a ser ácido e bem humorado, nada entediante nem clichê. A continuação, A evolução de Mara Dyer, será lançada pela editora no mês de junho – quero pra ontem! A terceira e última ainda está sem previsão de lançamento no Brasil. Apesar de ter todos os elementos que eu não gosto (capa com foto de pessoas e título com o nome da personagem),  o projeto gráfico está muito bom!

Porém…. como o mundo não é feito de algodão-doce, tenho que fazer uma crítica: por que cargas d’água há tantos erros de revisão em livros, principalmente nos voltados para o público juvenil? Já comentei que não me incomodo muito com alguns erros, mas já está passando dos limites! Erros de concordância, palavras faltando, frases estranhas, plural somente em metade da frase e no resto nada! Assim fica difícil ser condescendente… as editoras têm que se atentar mais… me contratem que resolvo isso rapidinho!

Bom, feito meu desabafo, vou concluir dizendo que, apesar de tudo, o livro é bem legal! A narrativa te prende do começo ao fim, você sempre quer saber mais e mais. São 372 páginas de suspense, romance, intrigas e todos os elementos que fazem dessa história o Boom do momento! Recomendo a leitura para todos que estão em busca de uma literatura pipoca (aquela que não tem nutrientes, não te acrescenta em nada, mas enche a barriga e te deixa feliz), façam vista grossa para os erros e aproveitem a história envolvente e divertida da nossa amiga Mara! 

HODKIN, Michelle. A desconstrução de Mara Dyer. Rio de Janeiro: Galera Record, 2013.

4 latas

Um pensamento sobre “A desconstrução de Mara Dyer – Michelle Hodkin

  1. Pingback: A evolução de Mara Dyer – Michelle Hodkin |

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s